Personal tools

Colecionismo de Bilhetes de Loteria

You are here: Home Artigos Repasse da Administração das Loterias à CAIXA

Repasse da Administração das Loterias à CAIXA

by admin last modified 03/09/2009 03:11

Em 14 de Julho de 1961, sob a presidência de Jânio da Silva Quadros, por meio do decreto 50.954, que previa que apenas idosos e deficientes poderiam receber bilhetes para revender ao público, a administração das Loterias foi repassada à CAIXA, apesar da campanha articulada pelos concessionários particulares ( entre eles a Família Peixoto de Castro, no Rio de Janeiro ), que alegavam falta de experiência da instituição para coordenar o negócio.

Repasse da Administração das Loterias à CAIXA

Comemoração dos 43 de Loteria Federal sob a chancela da Caixa

Além dos protestos dos concessionários privados, uma  crise política se instalara no país, com a saída de Jânio Quadros da Presidência da República no mês de Agosto daquele ano e somente em 15 de Setembro de 1962, sob o governo de  João Goulart ( o Jango ), ocorreu a primeira extração da Loteria Federal que pagou o prêmio de 15 milhões de cruzeiros.  

 Assim nascia a Loteria Federal do Brasil, sob a administração do "Conselho Superior das Caixas Econômicas Federais ", cujo objetivo era aplicar recursos em benefícios dos brasileiros". Os revendedores ligados a concessionários privados tiveram de se cadastrar na CAIXA para continuar sua atividade. 

Em São Paulo/SP, os primeiros a serem cadastrados - como Revendedor Fixo Capital - RFC foram:  

  • RFC-01 - Antunes de Abreu (Antônio Pedromonico)
  • RFC-02 - Casa Luongo ( José Luongo e Filhos)
  • RFC-03 - A Preferida - Francisco Zani
  • RFC-04 - A Fonte da Sorte (Luiz Fontana)
  • RFC-05 - Vicente Pelegrini
  • RFC-06 - Nicola Daccioppi
  • RFC-07 - Metrópole Lotérica (Osvaldo Martucci)

 Com a Revolução de 1964 os contratos foram cancelados unilateralmente e iniciada uma devassa na ASLF ( Administração do Serviço Loteria Federal) para apurar responsabilidades. Nessa operação, lotéricos tradicionais, como Sylvio Luongo foram ouvidos. 

Nada foi provado, mas os lotéricos ficaram sem bilhetes .  

Pessoas que não eram do ramo, possuíam bilhetes da LFB e os repassavam para as lotéricas mediante o pagamento de ágio ( câmbio negro ). 

Para reverter a situação eles fundaram a Associação dos Lotéricos do Estado de São Paulo - ALESP - em 22.12.1966.  

Ela foi a 1ª entidade da classe no país. Os lotéricos passaram a reivindicar a volta das quotas de bilhetes da LFB. Isto só foi conseguido no 2° semestre de 1967, graças a insistência da ALESP, liderada pelo presidente Antônio Pedromonico, diretor da Casa Lotérica Antunes de Abreu.  

Assim, do primeiro semestre de 1964, até o segundo semestre de 1967, os lotéricos ficaram nas mãos de "atravessadores".  

 No dia 19 de Abril de 1970 foi realizado o primeiro teste público da Loteria Esportiva no Rio de Janeiro. As vendas inicialmente aconteceram somente naquele Estado,  em 48 Revendedores Fixos credenciados para fazer estas de apostas. A partir do teste número  10 iniciaram as vendas em São Paulo. Em 1972  estava implantada em todo Brasil.  

A CAIXA foi a 1ª empresa no mundo a usar a informática nas loterias. Outro fato a destacar é que também era a 2ª maior consumidora de cartões da IBM, só superada pela NASA, nos Estados Unidos. 

Os jogadores Campeões da Copa de 1970, no México foram os primeiros  credenciados para fazer apostas da nova loteria. Foi a maneira que a CAIXA os homenageou pela conquista. 

Quem forneceu estas informações foi o Sr. Álvaro Feres Assaf, 76 anos, hoje aposentado da CAIXA. Em 1970 ele foi convidado a assumir o cargo de Chefe de Serviços na nova área. Ele conta como era a rotina de trabalho:  A gente entrava na sexta-feira à noite na CAIXA e só saia no domingo, após a realização de todos os jogos.  

Começávamos gravando os cartões. A rotina para se efetuar a aposta era assim: o cliente ia num revendedor credenciado, preenchia o volante, onde além das escolhas dos jogos tinha que contar o nome e o endereço do apostador. O volante ficava de posse da CAIXA e o cliente ficava com um recibo. No caso de ter sido premiado, tinha um prazo de 90 dias para ser localizado. Caso contrário o bilhete prescrevia."  O senhor Álvaro assumiu diversos cargos na área de Loteria. No início de 1987 foi Superintendente de Loterias, em Brasília/DF, aposentando-se no final de 1987quando voltou para o Rio de Janeiro/RJ, onde vive. 

O primeiro Revendedor Fixo de Bilhetes a ser credenciado para fazer apostas da Loteria Esportiva foi A Simpatia Lotérica, do Rio de Janeiro. 

A primeira reunião nacional de lotéricos de todo o Brasil foi realizada  no Hilton Hotel em São Paulo (SP),  em 1976. O evento teve início no dia 26 e foi até 29 de Maio. Coube, então ao revendedor  lotérico Ayr Togeiro de Moraes levantar-se durante uma reunião e propor que daquele dia, o 26 de Maio fosse declarado Dia Nacional do Revendedor Lotérico. Sua sugestão foi plenamente aceita e aclamada pela assembléia. Em 1986 a data foi incluída no Calendário Nacional de Eventos.  

Quem conta o episódio, com muito orgulho, por ter participado de quase tudo o que se realizou sobre loterias há cerca de 50 anos, é Sylvio Luongo, 77 anos( filho de outro lotérico),  que deixou a profissão de engenheiro para assumir a carreira de lotérico. Ele é diretor da Casa Luongo Loterias Ltda, com uma loja instalada no aeroporto de Congonhas (SP).  

Em 18 de setembro de 1980, no Rio de Janeiro, aconteceu o primeiro sorteio da Loto, em caráter experimental. A partir do concurso número 2 passou a ser feita em São Paulo. Nos primeiros 36 concursos nenhum apostador conseguiu acertar os cinco números, a quina. Diante disso, a CAIXA baixou o preço máximo das apostas, forçando os clientes a preencherem mais volantes , aumentando assim a possibilidade de combinações. O resultado foi imediato. Neste mesmo ano a CAIXA passou a realizar sorteios no Caminhão da Sorte,  

A Sena foi lançada em 1988,  com sistema  informatizado. 

Em 22 de Agosto de 1991 foi lançada a Loteria Instantânea cujos prêmios eram  em dinheiro. Somente em 1996 ela iniciou a premiação em bens, com a modalidade Carro Campeão. 

No mês de Março de 1994 a Loto, que se chamava internamente de Loto I, foi substituída pela Loto III - a Quina. 

A Super-Sena chegaram ao mercado em Abril de 1995. A partir de Março de 1998 passou a chamar-se Super-Sena Dupla Chance. 

A  Mega-Sena iniciou em Março de 1996, já oferecendo prêmios milionários e caiu imediatamente no gosto dos clientes. 

Em Novembro de 1997 a CAIXA colocou no mercado a Trinca, que não obteve o êxito pretendido e 03 anos depois deixou de existir.  

O Trevo da Sorte não fez jus ao nome. A tentativa foi realizar um "game show" lotérico. O primeiro sorteio realizado no programa Domingão do Faustão, da Rede Globo, em Novembro de 1998. Permaneceu na TV até o 17, passando a ser feito no auditório da Caixa em Brasília. Também não obteve sucesso e encerrou suas atividades sendo substituído pela Lotomania que, por ser mais simples, obteve imediata aceitação do público. Seu primeiro sorteio ocorreu em 02 de Outubro de 1999.  

A Dupla Sena substituiu a Super - Sena Dupla Chance em Novembro de 2001 e em Fevereiro de 2002 o Lotogol substituiu o Bolão Federal.    

O primeiro sorteio do Lotofácil foi realizado em 29 de setembro de 2003. No concurso de estréia, cinco apostadores acertaram os números da faixa principal e levaram, cada um, R$ 49,7 mil.

Powered by DISQUS comment system
Novidade!

Reserve Já

Sobre o Autor

Sylvio Luongo

Sylvio Luongo

Presidente da ALESP - Associação dos Lotéricos do Estado de São Paulo e 1º secretário da Fenal.